S. Miguel do Rio Torto: Actualidade e História

Site de História e Actualidade de S. Miguel do Rio Torto. Toda a informação retirada do blog para quaisquer trabalhos/publicações, o blog deverá ser citado. Por outro lado, comentários anónimos,com nomes fictícios, frases que visem atingir outrem ou palavras menos correctas serão apagados assim que me aperceber da presença no blog.

A minha foto
Nome:
Localização: Coimbra, Coimbra, Portugal

Natural de S. Miguel do Rio Torto (Abrantes). Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Estágio Profissional no Arquivo Histórico do Concelho de Abrantes. Pós-graduado em Ciências Documentais (Arquivo). Organizou e Inventariou o Arquivo da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. Mestre em História - Museologia pela Universidade de Coimbra. Interesses de Investigação: História da vida estudantil, História da Universidade, Patrimónios material e imaterial da vida estudantil. Museu Académico de Coimbra. Autor de vários livros como as biografias de Lucas Junot, Dr. Joaquim Isabelinha e de instituições como o Museu Académico de Coimbra. Trabalho na Galeria Académica do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra.

terça-feira, janeiro 02, 2007

A Questão dos Limites das Freguesias de S. Miguel do Rio torto e Rossio ao Sul do Tejo: os Diplomas Legais




Já no no blog anterior tinha elaborado um post sobre o tema que continua a ser polémico, mas que, apesar de tudo, está resolvido e legislado desde 1934.
A questão de delimitação de terrenos entre as Freguesias de S. Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo começou ainda no Século XIX, quando Rossio ao Sul do Tejo passou a ser Freguesia devido à desanexação da Freguesia de S. João, mas só em 1934 o problema foi resolvido coma criação de uma Portaria que nomeou uma Comissão para ser elaborada a delimitação (imagem 1) que deu origem à publicação do Decreto-lei n º 24574 que delimita as Freguesias de S. Miguel e Rossio ao Sul do Tejo, referindo quais os locais que são de cada Freguesia e que continua a ser o diploma legal em vigor, já que não foi revogado.
Quem quiser saber mais acerca do tema, este está mais desenvolvido num artigo da minha autoria publicado no n º 7 da Revista de História Local de Abrantes Zahara.
Imagem 1 : Diário do Governo de 2 de Março de 1934, 2 ª Série, p. 838.
Imagem 2 : Diário do Governo de 19 de Outubro de 1934, 1 ª Série, p. 1889.
Imagem 3: Diário do Governo de 19 de Outubro de 1934, 1 ª Série, p. 1890.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial