S. Miguel do Rio Torto: Actualidade e História

Site de História e Actualidade de S. Miguel do Rio Torto. Toda a informação retirada do blog para quaisquer trabalhos/publicações, o blog deverá ser citado. Por outro lado, comentários anónimos,com nomes fictícios, frases que visem atingir outrem ou palavras menos correctas serão apagados assim que me aperceber da presença no blog.

A minha foto
Nome:
Localização: Coimbra, Coimbra, Portugal

Natural de S. Miguel do Rio Torto (Abrantes). Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Estágio Profissional no Arquivo Histórico do Concelho de Abrantes. Pós-graduado em Ciências Documentais (Arquivo). Organizou e Inventariou o Arquivo da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. Mestre em História - Museologia pela Universidade de Coimbra. Interesses de Investigação: História da vida estudantil, História da Universidade, Patrimónios material e imaterial da vida estudantil. Museu Académico de Coimbra. Autor de vários livros como as biografias de Lucas Junot, Dr. Joaquim Isabelinha e de instituições como o Museu Académico de Coimbra. Trabalho na Galeria Académica do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra.

quinta-feira, janeiro 04, 2007

Rol de Confessados e Comungados de S. Miguel do Rio Torto de 1886


ROL DE 1886

[Fonte do Vale]: 2 fogos e 9 habitantes
[Portela]: 2 fogos e 9 habitantes
[Sarnadas]: 6 fogos e 30 habitantes
[Valongo]: 70 fogos e 270 habitantes
[Arneiro]: 138 fogos e 270 habitantes
[Vale de Serranas]: 8 fogos e 34 habitantes
[Outeiro]: 48 Fogos e 226 habitantes
Bicas: 31 fogos e 124 habitantes
Caniceira: 6 fogos e 21 habitantes
Vale de Cortiças: 8 fogos e 31 habitantes
[Salvadorinho]: 4 fogos e 20 habitantes
Areias de Baixo: 4 fogos e 17 habitantes
[Casal do Meio]: 1 fogo e 6 habitantes
[Parrada]: 12 fogos e 39 habitantes
[S. Macário]: 4 fogos e 17 habitantes
[Arreciadas]: 24 fogos e 105 habitantes
Arrifana: 3 fogos e 8 habitantes
[Campo]: 2 fogos e 9 habitantes
A minha contagem final foi de 378 fogos e 1571 habitantes.
Nota: No caso deste rol, como em outros, poderão surgir em parêntesis rectos. Isto porque o pároco não pôs os nomes dos locais mas dá para distinguir já que ficou um espaço e também pelos habitantes em comparação com outros róis, por esta razão de não ter lá o nome do local mas de sabermos com toda a certeza que local é tem de ficar em parêntesis rectos.
Nota1: A imagem foi captada após autorização verbal da Directora do Arquivo Distrital de Santarém.
A imagem tem apenas a primeira folha do documento.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial